Projetos sociais esportivos: a educação física transforma vidas

17 de novembro de 2016 ● POR Karina Dias

Os projetos sociais têm desempenhado um papel de suma importância na sociedade atual, sendo relevantes para muitas comunidades e muitas ocupando o papel de única forma de acesso aos direitos universais para este público, direitos como educação, lazer, alimentação dentre outros.
Muitos projetos buscam contemplar direitos de desenvolvimento pessoal e social, integridade física, psicológica e moral por intermédio da diminuição da ociosidade e consequentemente a diminuição do risco social proporcionando momentos para aprendizagens fundamentais, capacidade para o trabalho em grupo, discussão de normas da sociedade e aspectos ideais para o convívio social.
Além dos projetos sociais podemos encontrar os projetos esportivos, que apesar de muitas vezes ser desenvolvidos em comunidades ou mesmo lugares de risco social não possuem suas premissas arraigadas nos princípios dos projetos sociais. Os projetos esportivos têm como um dos principais objetivos a detecção de talentos esportivos ou mesmo o desenvolvimento ou massificação de uma determinada modalidade esportiva.

Sob a ótica da detecção de talentos o trabalho não é aberto a todos, tornando- o assim um trabalho excludente. Porém se trabalhado de forma a contemplar a iniciação ou mesmo à manutenção o trabalho passa a ser mais integrativo e contemplando um público maior.
Também existem projetos que contemplam uma associação entre as duas frentes, tanto a de projeto social, quanto o projeto esportivo, o chamado projeto sócio esportivo, este se difere dos projetos esportivos por utilizar o esporte não como fim, mas como meio de inclusão social.
O esporte favorece a atividade coletiva, desenvolve a consciência comunitária, estimula a identidade e quando calcado nos valores, normas, princípios e boas condutas cidadã que são defendidas pelo esporte este se transforma em uma excelente ferramenta para ser trabalhada nos projetos sociais.
Neste caso além do esporte outras ações técnicas devem estar associadas ao projeto, ações da área educacional, como reforço ou oferecimento de estudo de língua, da área médica, como acompanhamento de saúde, ações odontológicas, como higiene bucal e também ações sociais, como acompanhamento por meio de assistentes sociais.
O público geralmente contemplado por este tipo de projeto são comunidades carentes, pessoas com algum tipo de vulnerabilidade social, excluídos da rede de consumo, cultura ou da arte e portadores de deficiência.
Muitas vezes tais projetos sociais esportivos se apresentam como uma grande oportunidade de mudança de vida para estas pessoas e até mesmo surge como uma chance de ascensão social. Oportunidade de alcançar por meio do esporte algum destaque em sua comunidade, cidade ou até mesmo no país. Claro que este não é o objetivo principal dos projetos sócio esportivos, mas sim oferecer e oportunizar as comunidades em risco social a um contato com atividades que possam contribuir para o desenvolvimento e alcance da cidadania.

Denis Pereira é mestre em gestão do esporte, pesquisador do terceiro setor, professor de educação física escolar e assessor de projeto e pesquisa da SC Consultoria