Trajetória docente em educação física: percursos formativos e profissionais

07 de novembro de 2016 ● POR

Esta pesquisa teve como objetivo analisar a trajetória docente em Educação Física. Os percursos formativos e profissionais de quatro professores de Educação Física, com mais de 25 anos de intervenção profissional em escolas estaduais da cidade de Florianópolis foram investigados. Para analisar a trajetória docente foram utilizadas três fontes de coletas de informações: a) entrevistas semi-estruturadas com os professores de Educação Física; b) entrevistas semi-estruturadas com três colegas de trabalho; c) análise documental.

A técnica da análise de conteúdo foi utilizada na análise das informações. Os resultados revelaram que os professores, ao mesmo tempo em que tiveram experiências positivas diversificadas durante suas formações iniciais, vivenciaram experiências negativas muito similares, destacando-se a distância entre suas experiências formativas e a realidade das escolas públicas. Como estratégia de continuidade do percurso formativo, os docentes realizaram cursos de pós-graduação em nível de especialização e de capacitação profissional.

A entrada na carreira possibilitou sentimentos tanto de sobrevivência quanto de descoberta, sobressaindo-se o choque com a realidade. No decorrer de seus percursos profissionais, assumiram cargos comissionados e de confiança nas escolas em que atuavam. O desinvestimento amargo predomina no percurso profissional de apenas um professor, enquanto os demais demonstram aguardar a aposentadoria de forma mais serena. Como expectativas relacionadas à aposentadoria, pretendem desenvolver atividades profissionais diversificadas, não retornando à docência escolar.

Para baixar o artigo na íntegra, clique aqui.

Artigo publicado pela Revista Brasileira de Educação Física e Esporte da USP
Autores: Alexandra Folle; Juarez Vieira do Nascimento