Especialistas dão dicas para evitar as dores nos joelhos

14 de janeiro de 2016 ● POR

Por que os nossos joelhos doem? O ortopedista Wilson Mello explicou porque uma lesão no joelho pode atrapalhar a vida toda. Por isso, é importante tratar. O professor de jump Jonathan Mota deu dicas para você começar a fazer as aulas.

As dores no joelho podem surgir por causa de problemas em outras partes do corpo. Quando uma pessoa tem o joelho valgo dinâmico e não fortalece os músculos, ela pode vir a ter a condromalácia patelar, que é o amolecimento da cartilagem causado pela sobrecarga. Essa sobrecarga pode causar desgaste da cartilagem.

Um teste simples pode ajudar a descobrir se você tem a condromalácia patelar: fique de pé com uma perna só e dobre o joelho. Se ele for para dentro, é sinal de condromalácia. A posição correta dos joelhos é para frente. Quando ele vai para dentro é sinal de desequilíbrio da musculatura do quadril, glúteos e coxas.

A tendinite é a degeneração dos tendões dos joelhos. As causas são sempre relacionadas com sobrecarga muito excessiva. Quando há uma sobrecarga muito grande, as fibras dos tendões se rompem e não se renovam mais.

Há quatro graus de tendinite. No grau um, a pessoa sente dores durante a atividade física; no grau dois, a dor permanece, mesmo depois do exercício; no grau três, a pessoa não consegue fazer atividade física por causa da dor; já no grau quatro ocorre a ruptura do tendão. O tratamento é o fortalecimento da musculatura. A cirurgia é indicada nos graus três e quatro.

Já os meniscos têm a função de distribuir carga entre fêmur e tíbia. A lesão pode ocorrer em duas situações: quando a pessoa sofre um trauma rotacional e machuca o menisco ou quando ocorre uma lesão degenerativa. Na maioria das vezes, o tratamento é o fortalecimento muscular e perda de peso.

Matéria publicada no site Globo.com