Exercícios isométricos: força e potência

27 de setembro de 2016 ● POR pedro.cunacia@nortemkt.com

Alguns exercícios bastante simples são utilizados, com sucesso, para incrementar o desempenho de corredores de rua. É o caso dos exercícios de contração isométrica. Mas o que é isso afinal? Marcel Ligotti, treinador do box de crossfit Proteus, explica:
“Os exercícios de contração isométrica não são dinâmicos, ou seja: não se faz flexão e extensão dos músculos. Ao realizá-lo, a pessoa que se exercita sofre um desgaste, o que obriga o corpo a uma adaptação fisiológica. Ao longo desse processo, o indivíduo ganha força e resistência muscular”.
A contração isométrica é adotada em várias modalidades. Segundo Ligotti, é um exercício que propicia variados frutos: previne lesões, à medida em que estabiliza as articulações, e desenvolve a capacidade de resistência, a chamada endurance.
Ministrado por professores de educação física já há algumas décadas, beneficia, obviamente, também os corredores. “Para melhorar a performance, o corredor não deve apenas correr. Os exercícios de contração isométrica são apenas um exemplo de trabalho de desenvolvimento muscular que auxilia os corredores”.
Em prática!
Um bom exercício para você adicionar em sua rotina é o agachamento isométrico com tiro. Agache e mantenha a posição por 30 segundos – durante esse período, mantenha as costas eretas. Em seguida, realize um tiro, que pode ser de 100 metros, 200 metros ou 1 km, a depender do objetivo. Após o tiro, trote durante a recuperação. A sequência pode ser repetida mais duas vezes.
“É um trabalho de força + velocidade: ou seja, de explosão. É um estímulo novo, um treinamento que fazemos durante o período de base, uma fase em que fortalecemos os pilares da corrida”, diz a treinadora Romina de Nicolai, que orienta os atletas amadores do Corre Corinthians, grupo de associados do Sport Club Corinthians Paulista.
No Parque São Jorge, esse treino recebeu um apelido, segundo Romina: trata-se do “castiguinho”, pois causa algumas leves dores temporárias. Todo esse trabalho de isométricos integra uma preparação orientada para o desenvolvimento da potência: exercícios no tanque de areia e subidas em rampas fazem parte dessa rotina.
Matéria publicada pelo Ativo.com