Musculação emagrece?

25 de fevereiro de 2016 ● POR Redação

Sim, e isso acontece já que quanto maior o aumento da massa muscular, mais acelerado será o metabolismo. E os benefícios do ganho de massa muscular vão muito além da estética. Márcio Gaefke profissional de educação física da Rede Just Fit conta que o tecido da chamada massa magra apresenta uma atividade metabólica mais acelerada do que a do tecido gorduroso. “Isso impacta positivamente todas as funções fisiológicas do organismo: do sono à eliminação de gordura corporal e controle do colesterol“, diz.

Porém, engana-se quem pensa que a gordura é capaz de se transformar em músculo e vice-versa. Ou seja: emagrecer não implica necessariamente ganho de músculos. “São dois processos diferentes, e os estímulos que levam a cada resultado são distintos”, explica acrescentando que “queimar calorias exige um aumento do metabolismo de todo o corpo, que usa o seu combustível para remover a gordura estocada. E isso acontece com os exercícios aeróbicos também”.

O processo do corpo que leva ao aumento da massa muscular, por outro lado, acontece dentro das células do músculo. Quando uma pessoa realiza um exercício de força em um determinado grupo muscular, ela ativa enzimas presentes dentro dessas células que são responsáveis pela síntese de proteína. “Com as enzimas trabalhando em ritmo mais acelerado, aumenta-se a velocidade dessa síntese de proteínas, e essas proteínas são o que chamamos depois de massa muscular”, fala Márcio.

Por isso, os que almejam o aumento dos músculos podem ingerir antes durante e pós treino suplementos de proteína, pois nesse estágio aumenta a síntese proteíca ou seja as fibras musculares necessitam de mais proteínas, é uma irrigação para os músculos.

“A musculação ajuda sim na aceleração do metabolismo, mas vale salientar que a caminhada, corrida e hidroginástica são exercícios aeróbios que aumentam ainda mais a queima de calorias e gorduras”, finaliza o profissional.

Matéria publicada no site Segs