Postura na sala de musculação

06 de abril de 2018 ● POR Redação

postura sala de musculação

Atitude conformista ou construtiva.

Qual a sua postura e atitudes dentro da sala de musculação?

Certa vez ouvi uma frase, que é a mais pura verdade para quem procura trabalhar como personal trainer.

“A sala de musculação é uma escola”

Trabalhar em uma sala de musculação, seja uma academia de pequeno porte ou uma academia de grande porte é uma experiência essencial para a boa formação de um personal trainer vencedor.

Você que está lendo esse artigo já deve ter passado ou ainda trabalha em uma sala de musculação, e a pergunta que eu faço é:

Qual é a sua postura/atitude dentro da sala?

Você é aquele professor que fica em rodinhas, conversando, dando risada, de costas, mesmo que a academia esteja com alunos treinando?

Você só da atenção no intuito de transformar aquele aluno em seu aluno de personal? Você está sempre de olho no que acontece na sala?

E aqueles alunos com mais dificuldades? Você oferece uma atenção adequada?

A sua postura é de reclamar sempre da academia? do coordenador? dos proprietários? Da carga horária, dos finais de semana trabalhados?

Não estou aqui defendendo as academias, e sei que muitas coisas devem mudar, sei que a remuneração em grande parte das academias pelo Brasil é baixa, mas isso não justifica uma atitude conformista.

Não justifica estar toda hora em rodinhas com outros professores, deixando a sala de lado.

Você acha que o aluno não percebe isso? Na hora que precisa de ajuda ele tem que parar a sua conversa (sendo que é seu horário de trabalho) para pedir ajuda, você acha isso uma coisa positiva?

Quando você reclama da academia (e pode ter razão), o que você faz para mudar? Você acha que a sua postura dentro da sala é digna de reclamar da academia, do coordenador ou seja lá de quem for?

E o que você faz para mudar? Qual sua atitude para mudar e evoluir? Garanto que ficar reclamando e ficando em rodinhas não é a melhor solução.

Tenha uma atitude construtiva, construa seu nome dentro da academia com ações positivas. Dê atenção a todos os alunos, não fique de costas para a sala enquanto tem gente treinando.

FAÇA VOCÊ A SUA MUDANÇA.

O quanto você se mexe para mudar a sua realidade?

Experimente parar de reclamar um pouco, fique atento a TODOS os alunos, e se tiver apenas um aluno treinando dê atenção a ele.

Todos professores que eu conheci e que hoje trilham uma carreira de sucesso tinham essa postura quando trabalhavam nas salas de musculação.

Aprendi muito com esses professores a ter essa atitude construtiva, e sempre procurei reclamar muito pouco e agir muito mais.

Se o seu desejo é um dia sair da sala de musculação, faça por onde, trabalhe em prol disso, seja um professor inquieto.

Como assim inquieto?

Aquele que está sempre corrigindo, dando atenção e trabalhando por todos aqueles alunos que estão treinando durante o seu período de trabalho.

E você professor? É um conformista ou um construtivista?

Saia das rodinhas, mude seu patamar e seja reconhecido como um professor espetacular.

Rafael Lago

Personal Empreendedor.