Exercício reduz faltas no trabalho em até 20%

20 de fevereiro de 2017 ● POR

Estimular o colaborador a praticar exercícios físicos tem o poder de afetar o funcionamento e o rendimento das empresas. Deixar o sedentarismo de lado reduz o estresse, diminui as chances de doenças físicas, mentais e lesões e ainda pode reduzir as faltas no trabalho de um funcionário em 20%. Tudo isso aumenta a produtividade da companhia.
“A prática esportiva melhora o humor, aumenta a assiduidade em cerca de 20%, a satisfação do trabalho e a produtividade, diminui faltas e afastamentos, torna o colaborador ainda mais criativo e reduz em 20% problemas com a LER (Lesões por Esforços Repetitivos) e DORT (Doenças Osteoarticulares Relacionadas ao Trabalho)”, afirma Karina Hatano, médica do exercício e do esporte.
E é possível estimular os colaboradores de uma empresa e praticar exercícios quase sem mexer no bolso. Algumas questões na cultura da companhia, como o incentivo ao uso da escada em vez do elevador, e o convênio com restaurantes de alimentação saudável já podem aumentar a sensação de bem-estar dentro da companhia.
Ainda é possível promover grupos de corrida da empresa e contar com acompanhamento de um médico do exercício e do esporte, iniciativas simples se comparadas ao benefício de reduzir as faltas no trabalho.
“Os resultados são praticamente imediatos e o médico pode elaborar programas individuais e coletivos para serem realizados em casa, ao ar livre ou em academias, de acordo com as preferências e necessidades pessoais”, explica Karina.
Esse tipo de iniciativa também auxilia as empresas a obter descontos na negociação dos planos de saúde – um dos principais custos das companhias atualmente. Segundo a Agência Nacional de Saúde (ANS), 379 (34,4%) de 1.101 operadoras de planos de saúde do Brasil oferecem 1.432 programas de promoção de saúde e prevenção de riscos e doenças, o que engloba aproximadamente 1,7 milhão de beneficiários.
Matéria publicada pelo Ativo.com