Crossfit e crianças: afinal, pode ou não?

24 de janeiro de 2017 ● POR

Por Camila Brogliato
Quando falamos em crossfit você deve logo imaginar aqueles corpos musculosos levantando pesos pesados e ‘fazendo careta’. Por isso, talvez ache essa matéria meio absurda, mas, o cross-training vai muito além de pesos e músculos; e pode sim trazer benefícios não só a adultos – que buscam condicionamento físico e agilidade -, mas para as crianças também.
A prática do crossfit para crianças traz muito benefícios, desde que feita com foco nas habilidades motoras e voltada para a faixa etária delas.
Assim como qualquer outro esporte, o crossfit também pode ser adaptado para todas as idades e qualquer condicionamento físico. Mas, antes de mais nada, o primeiro passo é desconstruir como você enxerga um box de crossfit.
Tire da mente o ambiente de competição do Crossfit Games; tire também os equipamentos envolvidos: barras, kettlebels, discos, halteres…. É mais ou menos assim que o crossfit para crianças se parece, com uma sala perfeita para “brincar” e cheia de estruturas para as crianças se movimentarem.
Bolas, cordas, caixas, argolas para se pendurar, espaço para correr e estruturas para ficar balançado como se fossem galhos de árvores. Parece bem divertido, não?!
Crianças no crossfit
A prática de crossfit para crianças pode ser bem divertida e fazer a criança gostar de esporte e movimento desde cedo. Agachar, levantar, sentar, puxar, empurrar, arrastar, qualquer um desses movimentos funcionais traz agilidade, concentração e muita diversão para as crianças.
Quer ficar pendurado nas barras igual a um macaco? Ou brincar de saltar igual a um sapo com agachamentos? os saltos pliométricos podem virar brincadeira de super-herói e dá para se arrastar por baixo de túneis feitos com colchões.
O crossfit para crianças não tem competição de tempo nem tampouco de fazer os exercícios sem intervalos. Brinque, descanse, beba água, vá desenhar. O espaço do box de crossfit para crianças deve ser lúdico também.
Especialistas indicam a prática do crossfit para crianças e jovens de 3 aos 18 anos. Mas cada faixa etária precisa ser levada em conta na hora do treino. Assim, as capacidades cognitivas e motoras são estimuladas de acordo com a idade de cada um. A partir dos 13 anos é quando alguma carga bem leve começa a ser inserida nos treinos.
E, as sessões são curtas (30 minutos no máximo) e bem didáticas. Afinal, é uma ‘brincadeira’ que precisa ser levada a sério na hora de ensinar aos pequenos.
E atenção, só vale fazer com professores certificados do Crossfit, com especialização para treinos de crossfit para crianças. E o objetivo da prática não é transformar crianças em atletas bodybuilders, apenas ensinar um esporte, assim como a corrida ou lutas marciais; o movimento e o esporte são fundamentais para o relacionamento interpessoal, para a saúde e para a vida mais ativa e saudável de qualquer um.
Assim como o ballet, a ginástica olímpica, o futebol, a corrida de rua, o crossfit para crianças é uma forma de começar desde cedo a estar em contato com o esporte.
“O objetivo do CrossFit para crianças não é tornar uma criança de 4 anos a pessoa mais em forma do mundo, mas sim fisicamente ativa e culta, de forma que consiga ser boa em qualquer esporte que goste.
O objetivo é proporcionar-lhe uma experiência divertida e, ao mesmo tempo, incentivá-la a adquirir um estilo de vida fisicamente ativo”, disse Jeff Martin, Co-Fundador CrossFit Kids® em entrevista a um site português.
Valem muitas ressalvas, mas a discussão é válida e o bom senso sempre prevalece, afinal, crianças são muito propensas a seguir os exemplos dos adultos. Mas, verdade seja dita, muito mais saudável para o seu filho começar a gostar de um esporte e brincar com ele até poder praticar de forma mais séria, do que passar o dia sentado na frente da televisão, computador ou videogame.
E aí, o que você acha? Crossfit para crianças, sim ou não?