Terceira Idade e a musculação

03 de junho de 2006 ● POR Redação

Uma simples rotina de exercícos próprios para a terceira idade pode distrair, ocupar o tempo ocioso e aumentar a força e

Uma simples rotina de exercícos próprios para a terceira idade pode distrair, ocupar o tempo ocioso e aumentar a força e a disposição. Pesquisas comprovam que após os trinta anos, o corpo humano tende a perder 10% da massa muscular a cada dez anos. A única forma de evitar é fazendo uso constante dos músculos. Vale lembrar que pessoas sedentárias estão mais dispostas a infartos, doenças circulatórias e respiratórias. E nem é preciso se desesperar, pensando que para se manter bem é necessário gastar longas horas numa academia “puxando ferro”. Uma caminhada de meia hora ou uma hora de exercícos moderados já melhoram muito a condição física e, conseqüentemente, o humor e a auto-estima.
Professores de educação física, embasados em estudos realizados ao longo da última década e meia, vêm se preocupando em avaliar e analisar as influências e benefícios da atividade física em atletas, em sedentários e em pessoas sadias ou com algum tipo de doença. A comprovação de que a prática de exercícios físicos regulares traz inúmeros benefícios, tanto fisiológicos como psicológicos aos seus praticantes, já podem ser encontrados em livros especializados. A realização de atividades físicas por pessoas idosas tende a melhorar seu quadro de saúde, diminuindo a dependência e a ociosidade, favorecendo a socialização e, com isso, aumentando sua qualidade de vida.&nbsp&nbsp&nbsp&nbsp&nbsp&nbsp&nbsp&nbsp&nbsp&nbsp&nbsp&nbsp&nbsp&nbsp&nbsp&nbsp&nbsp&nbsp&nbsp&nbsp&nbsp&nbsp&nbsp&nbsp&nbsp&nbsp&nbsp&nbsp&nbsp&nbsp
O envelhecimento é um processo natural e gera muitas mudanças no organismo. Podemos listar a perda de massa muscular, a redução da densidade óssea e a diminuição do metabolismo. Essas modificações fazem com que o organismo fique mais vulnerável e aumentam as chances de que a pessoa sofra com problemas nas articulações, na coluna, doenças cardíacas, diabetes, hipertensão, obesidade e outros males. Porém, a prática de exercícios físicos regulares, associada a uma dieta equilibrada, é capaz de amenizar os efeitos do envelhecimento e prevenir doenças.&nbsp
Importante
Os especialistas insistem para que as pessoas não parem de se exercitar, não importando a idade que tenham. A musculação é apontada como uma modalidade perfeita para as pessoas da terceira idade. Isso porque ela combate com eficácia a perda de massa muscular. Cuidados devem existir para que realização dos exercícios seja feita segura e adequadamente:
Exercitar-se somente quando estiver se sentindo bem Usar roupas e tênis adequados Não se exercitar em jejum Respeitar os próprios limites, interrompendo se houver dor ou desconforto Evitar a prática de exercícios em altíssima ou baixa temperatura Alongar-se antes e após os exercícios Iniciar a atividade lenta e gradativamente para permitir a adaptação Cuidar da hidratação antes, durante e após a atividade física.
Não são poucos os exercícios que os idosos estão aptos a fazer. Além de ginástica aeróbica e musculação, podemos citar a hidroginástica e o Pilates, que exigem menos esforço e apresentam resultados rapidamente.
O ideal é começar a se exercitar desde cedo, de preferência durante a infância ou adolescência, e fazer disso um hábito. Mesmo assim, nunca é tarde para começar. Procure um especialista que lhe indique os melhores exercícios, faça uma avaliação física e mãos à obra!
Artigo produzido pela equipe técnica do ABCDOCORPO