Back Fitness Canais Personal Training Personal Trainer ganha mercado

Personal Trainer ganha mercado

Personal Trainer ganha mercado
por Fernanda Bolzan
A crescente busca pela melhora na qualidade de vida tem aumentado o número de pessoas interessa

por Fernanda Bolzan
A crescente busca pela melhora na qualidade de vida tem aumentado o número de pessoas interessadas em freqüentar academias. Porém, falta de motivação, a preguiça e os treinos monótonos são os principais empecílios para muitas pessoas iniciarem a prática de um exercício físico. Outras vezes a pessoa inicia um programa mas não consegue ver resultados, principalemente quando não existe acompanhamento de um profissional habilitado. "O papel do personal trainer é essencial neste processo", afirma André Luis Ferreira, pós-graduado pela Universidade de Franca.
Personal Training é um treinamento físico individualizado, supervisionado e acompanhado diretamente por um professor de Educação Física. As suas origens remontam aos jogos gregos antes de Cristo e foram ganhando popularidade a partir do final do século passado com um maior interesse das pessoas em melhorar a saúde e estética através dos esportes e exercícios físicos em uma sociedade cada vez mais automatizada e sedentária. "Hoje o treinamento individualizado vem se popularizando, firmando-se cada vez mais. A satisfação do aluno com o serviço precisa ser a nossa maior meta", explica.
Entre as vantagens desse treino específico, o personal destaca a possibilidade de criar um treinamento flexível respeitando o ritmo, humor e capacidade do aluno. Além disso, o profissional pode variar e oferecer ao cliente maiores opções de locais para a prática do programa de exercícios, tornando-se um fator positivo pela motivação, comodidade e conforto na adequação das necessidades do cliente ou em seu atendimento diferenciado. Os benefícios a curto, médio e longo prazo são os mesmos de uma prática esportiva feita com regularidade, com o diferencial de oferecer um trabalho com ênfase nos resultados e no prazer. "Para o aluno é um ótimo investimento de médio custo se trantando de prevenção e bem-estar", defende.
O que antes era um luxo que poucos poderiam arcar, hoje se dissemina, principalmente pela popularização do serviço e redução dos custos. Mas é importante lembrar que só um profissional formado em Educação Física e com registro no Conselho Regional de Educação Física (CREF) pode ministrar essas aulas. "Quanto mais o profissional apurar seus conhecimento, maior será a sua excelência na prestação de serviços propostos de forma personalizada", conclui Ferreira.