Back Gestão Canais Academias Terceira idade surpreende pela boa disposição nos exercícios

Terceira idade surpreende pela boa disposição nos exercícios

Terceira idade surpreende pela boa disposição nos exercícios
Um programa da BBC de Londres lançou a pergunta: você está mais em forma que um aposentado? A resposta, que antigamente

Um programa da BBC de Londres lançou a pergunta: você está mais em forma que um aposentado? A resposta, que antigamente seria fácil de responder, hoje em dia já não é tão simples para qualquer pessoa. A ideia do “Are you fitter than a pensioner?” é transformar a vida de jovens sedentários através do exemplo de aposentados que praticam atividade física. Duas realidades cada vez mais comuns.
As academias já perceberam esse novo mercado e até investem em programas específicos voltados para tal público. Com isso, um ambiente que antigamente era dominado por jovens passa a ser dividido com senhores e senhoras.
Os cuidados gerais são os mesmos que outros praticantes devem ter, mesmo quando a pessoa está começando a fazer uma atividade física. Deve começar com séries pequenas e ir progredindo de acordo com a evolução do idoso. Realizar sempre um aquecimento prévio e durante os exercícios e manter uma postura adequada para não sobrecarregar as articulações. Interromper a atividade a qualquer sinal de cansaço demasiado, palpitações, sudorese excessiva, fraqueza, cãimbras ou falta de coordenação.
É o que afirma os especialistas da terceira idade, porém, ressaltam que antes de começar qualquer atividade o idoso deve passar por uma avaliação médica para identificar possíveis restrições ou recomendações. Segundo médicos e professores de Educação Física, a musculação vai ajudar no controle da hipertensão, obesidade, osteoporose e na diminuição do risco de doenças, como enfarte e AVC. Mas, pessoas com insuficiência cardíaca, miocardite ativa, taquicardia ventricular, trombo-flebite ou doenças infecciosas aguda, por exemplo, não devem fazer musculação.
A região Sul Fluminense é a prova de que os “velhinhos” estão com mais fôlego e em forma do que muitos adolescentes.
Em Volta Redonda
Na Cidade do Aço, a prefeitura disponibiliza diversas atividades para as pessoas da melhor idade. A Secretaria de Esporte e Lazer (Smel) conta com os programas Viva a Melhor Idade – que reúne 28 polos em bairros distintos e cerca de 12 mil idosos a partir de 50 anos – e o Comunidade Ativa, que é composto por uma equipe de professores de Educação Física e fisioterapeutas em bairros da cidade, orientando os participantes em uma caminhada.
A Secretaria de Saúde (SMS) oferece também o Programa de Ação Integral à Saúde do Idoso (Paisi), responsável pela orientação das ações de saúde do idoso no município. O Paisi atua em conjunto com os demais programas e integra ações de saúde do idoso na Atenção Básica, Média e Alta Complexidade. E a Academia da Vida, que funciona no Estádio da Cidadania oferecendo musculação à terceira idade.
De acordo com a professora de Educação Física e proprietária de uma academia na cidade, Rafaella Monteiro da Silva, o esporte mais procurado pelos idosos é a musculação. “Muitos deles vêm procurar com o objetivo de cuidar da saúde ou por indicação médica, por perda de massa óssea e muscular”, explica Rafaella, acrescentando que antes de iniciar uma atividade é necessário que não só o idoso, como todos os praticantes, apresentem atestado médico.
“Com a aprovação do médico, os instrutores desenvolvem um cronograma e a partir daí o aluno passa por um processo de adaptação à atividade física de 20 a 30 dias. Após esse período, o professor desenvolve outra série, com mais exercícios, e vai aumentando de acordo com o objetivo do aluno”, detalha.
De acordo com Rafaella, a musculação ajuda na reestruturação dos músculos e ossos dos idosos. “Esse trabalho ajuda porque nada mais é do que fazer movimentos repetitivos ou isométricos – parado, estático – e assim o idoso ganha resistência muscular e beneficia o fortalecimento dos ossos”, destaca, acrescentando que a atividade física também ajuda em problemas de circulação, cardiovasculares e cardiorespiratórios.
Para Rafaella, as atividades mais recomendadas para idosos acima de 60 anos são: musculação, hidroginástica, alongamento e pilates. “Depende do objetivo de cada um e da recomendação médica, é claro”, indica, sintetizando a importância do acompanhamento de um nutricionista. “É sempre bom fazer atividade física com acompanhamento do nutricionista, porque um não caminha sem o outro para qualquer objetivo, sendo dele a recomendação médica para perda de peso ou ganho de massa muscular”, ressalta Rafaella, se referindo ao trabalho conjunto entre o professor de Educação Física com o nutricionista.
Enquanto isso em Itatiaia
Em uma academia conhecida na cidade, que fica na Rua 15, número 44, os idosos preferem fazer suas atividades no período da manhã, e já são 83 pessoas, entre 60 e 80 anos, realizando atividades como hidroginástica, musculação e ginástica localizada. “Sempre temos vagas para a terceira idade, e normalmente recomendamos essas três áreas. Temos um bom número de alunos”, comenta o professor de Educação Física e proprietário da academia, Dilino Jardim.
De forma gratuita, a prefeitura oferece, através da Secretaria de Assistência Social, Habitação e Direitos Humanos (Smasdhh), no Centro de Convivência do Idoso, que fica na Rua Coronel José Mendes Bernardes, 441, Vila Paraíso, atividades físicas e culturais exclusivas para a terceira idade. Entre a dança de salão e a ginásticas, cerca de 250 idosos realizam atividades semanalmente.
Pela Secretaria de Esporte e Lazer (Smel) são oferecidos pelo Programa Movimenta Comunidade aulas de ginástica comunitária para os moradores, e há vagas para a terceira idade. As atividades são realizadas, às terças, quartas, quintas e sextas-feiras, na quadra do Colégio Professor Pedro de Souza Rangel, na Vila Odete, com aulas ministradas pelas professoras Elisângela Alfredo e Nívea.
Na cidade de Resende
Em Resende, o público da Terceira Idade tem buscado através da atividade física aprimorar sua qualidade de vida. Pela manhã, dezenas de pessoas na faixa etária a partir dos 60 anos caminham, correm e até andam de bicicleta. Os pontos de maior concentração são o Parque das Águas, no bairro Jardim Jalisco, e a pista de caminhada e ciclovia da Estrada Darci Ribeiro, no trecho entre a Morada da Colina e a entrada do bairro Cidade Alegria.
Como incentivo à atividade física, desde 2009 o Programa Terceira Idade Ativa conta com uma academia de ginástica no interior do Parque das Águas. Gratuitamente, mais de 630 pessoas na faixa etária acima dos 50 anos fazem programas de exercícios físicos e recreação no projeto que tem parceria da Unimed.Os alunos são supervisionados por profissionais de Educação Física e fisioterapeutas exclusivos do projeto. Em média, são assistidos 40 alunos por hora/aula. “Este conceito se denomina Resende Saudável e tem como objetivo garantir a saúde do nosso povo não apenas melhorando a qualidade do atendimento nas unidades médicas, mas oferecendo-lhes alternativas de lazer, esporte, cultura e inclusão social”, comenta o prefeito José Rechuan (DEM).
Até o fim do ano a meta do governo municipal é atingir 1.350 idosos assistidos, segundo a coordenadora do Programa Terceira Idade Ativa, Bianca Pena. “As pessoas interessadas podem se inscrever no próprio Parque das Águas, de segunda a sexta-feira, das 8 às 11 horas ou das 14 às 17 horas. Os idosos já cadastrados em algum dos 17 núcleos do Programa Terceira Idade Ativa poderão se inscrever nestes próprios locais com os respectivos professores de Educação Física”, comenta.