Profissionais do Amazonas se mobilizam contra veto que libera academias para não formados

19 de fevereiro de 2018 ● POR Redação

Profissionais de Educação Física protestaram no Complexo Turístico da Ponta Negra, zona oeste de Manaus, no último domingo, 18, contra o veto do Governador do Amazonas, Amazonino Mendes, à Lei Estadual nº 228/17. A norma obriga a contratação de profissionais pelas academias de ginástica no Estado.

Mais que uma proteção para o profissional no mercado de trabalho, o CREF considera a lei uma proteção à saúde dos frequentadores de academias. “A gente passa por todo um processo de aprendizado na faculdade. Aprende sobre biomecânica, fisiologia do exercício, anatomia para compreender e orientar sobre a forma correta da atividade física nas academias. Sem essa orientação podemos ter muitos riscos à saúde como lesões sérias, hérnia de disco, etc. Ou seja, pode resultar em um problema para o resto da vida. Dessa forma, os praticantes de exercícios precisam da orientação de um profissional de Educação Física”, disse Rubens Rodrigues, do CREF.

Conforme Rodrigues, os profissionais irão se mobilizar para derrubar o veto na ALE (Assembleia Legislativa do Estado). A votação deve ocorrer nessa semana. “O profissional de Educação Física é necessário e as pessoas precisam do planejamento do exercício e da orientação profissional para garantir a saúde”, argumentou Rodrigues.

Notícia original no site Amazonas Atual.