Envelhecimento, desafio e oportunidade

19 de julho de 2016 ● POR Redação

O envelhecimento da populac?a?o brasileira esta? relacionado a um feno?meno mundial. Segundo a Organizac?a?o das Nac?o?es Unidas (ONU) em seu u?ltimo relato?rio te?cnico “Previso?es sobre a populac?a?o mundial”, elaborado pelo Departamento de Assuntos Econo?micos e Sociais, nos pro?ximos 43 anos o número de pessoas com mais de 60 anos de idade sera? tre?s vezes maior do que o atual. Os idosos representara?o um quarto da populac?a?o mundial projetada, ou seja, cerca de 2 bilho?es de indivi?duos (no total de 9,2 bilho?es). No crite?rio da Organizac?a?o Mundial da Sau?de (OMS), e? considerado idoso o habitante de pai?s em desenvolvimento com 60 anos ou mais e o habitante de pai?s desenvolvido com ou acima de 65 anos.

Rio-Neto (2006) relaciona tambe?m o tema do envelhecimento a quatro a?reas da Economia: Economia do Seguro, Demografia, A?rea de Sau?de e Economia da Sau?de. Os pre?- requisitos para uma base geral de estudo sa?o Macroeconomia, Microeconomia, Economia das Poli?ticas Pu?blicas, Econometria e Estati?stica.

Os assuntos relacionados a arranjos familiares e cuidados com o idoso, reforma do seguro (pu?blico versus privado), perfis de incapacidade, transfere?ncias intergeracionais esta?o relacionados aos va?rios objetos de estudo da Economia do Envelhecimento.

A a?rea da Sau?de, no entendimento de Rios-Neto(2006), deve estar envolvida com os atributos da Gerontologia: marcadores biolo?gicos, morbidade, biologia e gene?tica da longevidade, epidemiologia do envelhecimento, prevenc?a?o, intervenc?a?o e tratamento e ainda a incapacidade. Estes campos implicariam o acompanhamento da expectativa de vida ativa e ana?lise de dados longitudinais.

Na Economia da Sau?de aparecem agregados todos os assuntos relacionados a? alocac?a?o de recursos financeiros e a prioridade de investimentos para garantir a sustentac?a?o do sistema de atendimento me?dico hospitalar. Rios-Neto enumera a qualidade do servic?o, administrac?a?o hospitalar, inovac?a?o, custos de medicamentos, pra?tica me?dica, demanda por servic?os. Estes temas sa?o interdependentes de outros, como economia dos seguros, progresso te?cnico, organizac?a?o industrial, mercado de trabalho, ana?lise de custo-benefi?cio, risco moral e selec?a?o adversa.

leiamais
icon CUIDADOS COM OS IDOSOS DURANTE O TREINAMENTO
icon IMPORTÂNCIA DO TREINAMENTO RESISTIDO (MUSCULAÇÃO) NO ENVELHECIMENTO

(Artigo:Economia da Longevidade: uma revisa?o da bibliografia brasileira sobre o envelhecimento populacional, autor Jorge Félix).

Miriam Leitão, em seu último livro intitulado “História do futuro, o horizonte do Brasil no século XXI” aceitou o desafio de investigar o nosso futuro em vários aspectos e entrevistou especialistas em demografia para entender o que nos espera em um futuro bem próximo. Ela faz uma analogia na qual os estudos demográficos são um espelho e ao mesmo tempo um binóculo, que nos faz ver o que está acontecendo nesse momento e faz enxergar o que vem no futuro.

E como não poderia deixar de ser, o envelhecimento é um dos nossos grandes desafios, já que estamos atravessando uma “transição demográfica” onde nasce menos pessoas e a mortalidade é cada vez mais tardia. Esse fenômeno pode ser uma grande oportunidade se você souber aproveitar.

Vou transcrever um trecho aqui para você refletir:

“O que hoje parece espantoso, será comum daqui para diante. IBGE de 2010, encontrou 206.843 mil mulheres entre 90 a 94 anos. O Censo encontrou 2.917.391 pessoa acima de 80 anos, ou seja, quase 3 milhões de pessoas, esse número é o equivalente à população do Uruguai. No futuro, aumentará a população que viverão até essa idade e poderão alongar o tempo de sobrevivência com qualidade de vida e independência”. Esse é somente um pequeno trecho de uma página do livro, mas a pergunta que gostaria de deixar aqui é: qual é o nosso papel nesse desafio? Estamos preparados para essa demanda? Onde podemos criar o nosso espaço e fazer a diferença?

Quer saber mais a respeito desse público? Clique aqui.

(Fonte: Marco Lopes é personal, especializado em gerontologia e expert do Portal).