Sistematização das aulas coreografadas: isto é possível?

30 de janeiro de 2012 ● POR Redação

Ao trazer os princípios do treinamento para as aulas coreografadas, asseguramos que tal proposta se trata de condicionamento físico.

Já é sabido que toda evolução de treinamento deve seguir uma periodização, ou seja, uma programação levando em conta as variáveis do treinamento desportivo.

Nos treinos resistidos, as variáveis: intensidade, volume e pausa entre os estímulos são rapidamente assimiladas e aplicadas assegurando a evolução do treino e a adaptabilidade dos praticantes.

Quando falamos, entretanto de atividades aeróbias, mais especificamente, de aulas coreografadas, muitas vezes deixamos estes nossos conhecimentos em nossas gavetas e pensamos apenas nas seqüências que irão compor as novas coreografias.

O risco que se corre, todavia, ao assumirmos este tipo de postura é não nos diferenciarmos dos profissionais não formados em Educação Física, que muitas vezes, neste aspecto, possuem uma melhor desenvoltura nestas áreas.

Ao trazer os princípios do treinamento para as aulas de step e jump, por exemplo, asseguramos que aquela prática se configura como uma proposta de condicionamento físico, caso contrário, seria muito mais bacana ir “dançar” em lugares como boates ou se aventurar nesses novos desafios virtuais.

Mas, como fazer isso? A primeira coisa a ser feita é estipular a duração do macro e mesociclos. E sabe por quê? Para determinar os pontos de partida e chegada!

O que adoto, neste caso, como variáveis são: BPM musical, pausa entre as músicas e a evolução dos movimentos.

O BPM – Batimento por minuto – ao longo do tempo vai sendo incrementado, a pausa entre uma coreografia e outra, inversamente, vai diminuindo e os movimentos vão sendo aprimorados, por exemplo, aos movimentos de membros inferiores são associados movimentos de membros superiores, dentre outras possibilidades…

Em estudos científicos comprovamos que este tipo de sistematização realmente traz resultados aos praticantes. E você, o que tem feito para sistematizar suas aulas?

Nos vemos em breve! Contribua compartilhando suas estratégias!