Pesquisa mostra que praticar esportes induz nascimento de novos neurônios

30 de outubro de 2018 ● POR Redação

Os neurônios são considerados a unidade elementar tanto do cérebro como do sistema nervoso, pois são responsáveis pela condução dos impulsos nervosos, além de possuírem a capacidade de responder aos estímulos do meio, como a luz e o calor. Antigamente, a ciência indicava que nascíamos com uma quantidade X de neurônios que iam morrendo ao decorrer da vida, sem que fosse possível aumento desse número.

Porém, estudos recentes — como o do professor Terry Sejnowski, do Salk Institute for Biological Studies — apontam que, ao contrário do que acreditávamos, nós somos capazes de gerar novos neurônios na fase adulta.

Mas afinal, como que podemos incentivar o nosso cérebro a produzir novos neurônios? Os especialistas sugerem, que é necessário que se pratique atividades físicas ao menos três vezes por semana, por pelo menos 30 minutos. Não é necessário que esses exercícios sejam complexos ou com uma intensidade muito alta.

As pesquisas de Sejnowski, no princípio, analisavam o comportamento de roedores. Esses que eram expostos a várias imagens e tinham que diferenciá-las. Quando aprenderam a distingui-las depois da prática, observou-se que novos neurônios haviam sido gerados. Curiosamente, se o animal parasse de se exercitar, os neurônios jovens desapareciam. E se voltassem a praticar a atividade, os neurônios reapareciam. Assim, indicando que a repetição de uma atividade pode ajuda a gerar novos neurônios.

Adaptando a descoberta para os humanos, Sejnowski não pensa duas vezes e defende que o esporte é a melhor atividade para combater o envelhecimento da nossa massa cinzenta. Porque exercícios incentivam a secreção do fator neurotrófico cerebral — que melhora a memória e o ânimo, além de permitir que novos neurônios nasçam.