Spirulina: como e quando consumir

28 de abril de 2017 ● POR Pedro Cunácia

Se você começou a mudar de hábitos alimentares, quer perder peso, diminuir o consumo de carnes e aumentar o consumo de alimentos mais naturais e saudáveis, já ouviu falar dela: a spirulina. Uma alga azul-esverdeada que, apesar de ser consumida há centenas de anos por tribos astecas na América, foi redescoberta só em 1940 pelos franceses como um superalimento, com muitos benefícios para a nossa saúde.

Alga rica em proteínas

Dada a sua mistura de proteínas, aminoácidos e vitamina B12, a spirulina é um excelente suplemento dietético para vegetarianos. Cerca de 60 a 70 por cento da estrutura da alga é composta de proteína, ou seja, mais proteínas do que frango, peixe ou carne.

Além de ser rica em proteínas, a spirulina tem compostos antioxidantes, fitoquímicos e é pouco calórica, sendo conhecida como um daqueles alimentos com alta densidade nutritiva (muitos nutrientes em uma pequena porção). Alguns estudos já mostraram que ela pode ajudar a prevenir doenças como o câncer, problemas do coração, aumentar a imunidade, estimulando a produção de anticorpos, entre muitos outros benefícios.

Spirulina e perda de peso

Também é indicada em dietas de perda de peso. Neste caso, recomenda-se consumir 2,8 gramas por dia, independente da forma que você comprou (pó, comprimido ou cápsula). Divida esta dose em três vezes e prefira tomar sempre antes das principais refeições, como café da manhã, almoço e jantar.

Spirulina para atletas

Durante o exercício, o acúmulo de toxinas nos músculos é uma das principais causas da fadiga muscular e a spirulina reduz esse impacto. Quem pratica esportes encontra na spirulina um aliado importante quanto a imunidade e resistência atlética: estudos mostraram que a alga aumenta o metabolismo e ajuda a reduzir o estresse oxidativo que o esporte causa no organismo, melhorando a resistência cardiovascular. Além disso, é uma excelente fonte de enzimas, probióticos, gorduras saudáveis e ferro. Nutrientes que ajudam a promover a reparação muscular, reduzir a inflamação e melhorar a digestão.

Como consumir spirulina

É possível encontrá-la em forma de cápsulas, pó e comprimidos. De modo geral recomenda-se o consumo de 800mg a 1200 mg por dia. Em pó, uma colher de sopa por dia. A spirulina tem um sabor forte, então para deixar o gosto melhor, experimente acrescentar em pratos quentes, vitaminas e sucos.

Não devem consumir spirulina: grávidas, crianças, pessoas com problemas no sistema imunitário e com fenilcetonúria (doença genética que incapacita a metabolização da fenilalanina).

Receita de gel de spirulina e chia

Ingredientes

1 colher de sopa de sementes de chia

1 colher de chá de spirulina em pó

1/4 copo de água

Suco de metade de uma laranja (ou suco de 2 limões)

1-2 colheres de sopa de melado de cana

1 pitada de sal marinho

Modo de preparo

Coloque em uma tigela as sementes de chia e cubra com água. Deixe descansar por até 15 minutos. Em seguida, agite a mistura para espalhar a chia, adicione melado de cana, sal marinho, suco de laranja e spirulina. Misturar bem. Coloque a mistura em sacos plásticos e dê um nó para fechar bem. Deixe na geladeira por oito horas. Leve com você durante os treinos e provas para repor a energia dos treinos.

Quer ver uma receita saudável e fit com spirulina e abobrinha, do chef Renato Callefi? 

https://www.youtube.com/watch v=PMqhv9fN42U