Artes e Educação Física serão valorizadas nas atividades de escolas

26 de dezembro de 2012 ● POR Redação

Segundo secretário, esportes e artes serão privilegiados com quatro horas semanais no contraturno.

O secretário estadual da Educação, Flávio Arns, disse nesta sexta-feira (21) que os professores de educação física da rede estadual do Paraná devem ficar tranquilos com relação à implantação da matriz curricular de referência, que determina o número máximo de duas aulas de educação física para o ensino fundamental.

Arns explicou que a Secretaria trabalha com a perspectiva da educação em tempo integral, com aumento gradativo do número de estudantes fazendo atividades complementares no período de contraturno, onde o campo do esporte e lazer está entre os preferidos dos alunos e das escolas, assim como o campo das artes. “O esporte e lazer, assim como as artes, são privilegiados com quatro horas semanais no contraturno”, afirma Arns.

Além disso, por iniciativa do atual governo, foi criada a hora treinamento, que permite que cada escola possa formar suas equipes em diferentes modalidades esportivas, bem como grupos de dança, bandas, fanfarras e outras atividades.

“Se somar tudo, pode passar de oito horas semanais e a tendência é a valorização da educação física na matriz curricular e o esporte na formação do aluno”, explica o secretário. “Tudo isso vai fazer com que tenhamos uma necessidade extraordinária de profissionais, entre professores e monitores em todas as escolas”, afirma.

Ainda de acordo com o secretário, em 2012, atividades complementares em contraturno beneficiaram mais de 350 mil estudantes de 1.850 escolas e a perspectiva é aumentar esse número.

Matéria publicada no site Bem Paraná