Atleta de esportes radicais fará salto dos limites do espaço

12 de março de 2012 ● POR Redação

Felix Baumgartner será levado aos limites do espaço por uma cápsula e pretende quebrar o recorde de salto em queda livre.

O grupo de cientistas do Red Bull Stratos, projeto criado pela Red Bull, em parceria com o atleta de esportes radicais Felix Baumgartner, afirmou que a cápsula que vai levar o esportista aos limites do espaço, para que ele tente quebrar o recorde de queda livre, já está disponível para a missão, após 5 anos de desenvolvimento. Presa a um balão de hélio, a cápsula –que pesa 1,315 Kg completamente carregada- será o sistema de apoio vital para Baumgartner durante aproximadamente três horas. Este será o período de tempo em que o atleta vai subir cerca de 36 mil metros acima do solo.

Preso a uma cadeira feita sob medida para seu traje especial, o atleta irá controlar um painel de 89 comandos e uma porta redonda. Enquanto a porta dará a Baumgartner a melhor vista da estratosfera, ela também o separará por 1,3 cm de acrílico do espaço. Quando ele a abrir a mais de 36 Km sobre a Terra, ele sairá e tentará ser a primeira pessoa a quebrar a barreira do som em queda livre.

Suspenso por um balão a 46 metros de altura, a cápsula irá proteger Baumgartner de temperaturas estratosféricas com um ambiente oxigenado e pressurizado, que o permita respirar e evitar problemas com a descompressão. A cápsula também servirá de base estável para sua queda livre.

O meio hostil representa um grande desafio para os sistemas eletrônico, de radiocomunicação e de câmara, vitais para a operação da cápsula. Liderada por Art Thompson, o diretor técnico do projeto, a nave foi desenvolvida e construída à mão no Sage Cheshire Aerospace, em Lancaster, na Califórnia, uma empresa de engenharia aeroespacial, para produzir uma cápsula capaz de completar a missão e de capturar valiosos dados científicos para o progresso da pesquisa aeroespacial.

Uma vez que a nave tenha finalizado a subida e Baumgartner tenha completado sua missão, um sistema de controle remoto irá soltar a cápsula do balão. Rastreado de um GPS, um paraquedas trará a cápsula lentamente de volta à Terra, onde os dados recolhidos serão extraídos e avaliados.

A equipe científica da missão optou por uma nave hermeticamente fechada em lugar de uma gôndola, aparato usado pelo atual detentor do recorde mundial, Joe Kittinger, quando ele saltou de uma altura de 31.333 m, em 1960. Os metros de altitude adicionais da missão Red Bull Stratos significam riscos exponenciais em quanto à exposição a baixas temperaturas, privação de oxigênio e baixa pressão atmosférica. A nave protegerá Baumgartner. Ele apenas inflará seu traje pressurizado quando estiver pronto para deixar a cápsula.

O programa de testes da nave incluiu avaliações iniciais no Sage Cheshire Aerospace, seguidas de um teste de câmara de altitude para verificar a integridade da nave em uma simulação de voo em tempo real à altura do salto. Ao final da fase de testes, Art Thompson confirmou que a nave está pronta para voar.