Os benefícios do alongamento para o corpo

28 de outubro de 2015 ● POR Redação

Alongar não é importante só para quem pratica atividades físicas. Pode e deve ser feito ao longo do dia ou com frequência, de acordo com Thiago Fernandes, preparador físico e diretor da Limiar2.

“Com o alongamento, a pessoa ativa as células corporais, que ficam inativas quando ficamos muitas horas parados. Além disso, a atividade melhora a circulação sanguínea, reorganiza as fibras musculares, aumenta a oxigenação dos músculos, reduz tensão e chances de estiramentos, além de desconforto muscular”, explica.

Thiago ressalta ainda que a principal função do alongamento é aumentar a amplitude dos movimentos corporais. Portanto, ao acordar, no chuveiro, no trânsito, no trabalho, após uma longa viagem ou até mesmo sentado em frente a TV ou computador, deve-se levantar e realizar movimentos que proporcione o relaxamento dos músculos. “O alongamento é válido para todos, mas principalmente para quem não faz exercícios físicos com frequência”, destaca.

Dicas

Que tal seguir algumas dicas de alongamento que podem ser realizadas em casa ou no trabalho? Assim será possível manter o corpo relaxado e redobrar a disposição. “Experimente e você poderá entender a importância do alongamento fora da rotina de exercícios”, diz Thiago.

— Segure os cotovelos por 20 a 30 segundos. Faça sempre nos dois lados e na mesma contagem de tempo. Para todos os movimentos repita esse processo 2 a 3x. Conforme vai ficando fácil, aumente o tempo para 30 a 40s;

— Estenda o braço e segure na linha do cotovelo . Não flexione o cotovelo para não inibir o mobimento. Segure 20 a 30s. Repita 2 a 3x;

— Estenda o braço e segure na palma da mão incluindo todos os dedos. Durante os exercícios respire profundamente e solte todo o ar dos pulmões. Aproveite o alongamento para relaxar a mente das preocupações diárias. Esse é o seu momento e curta ao máximo. Segure 20 a 30s.

Repita 2 a 3x

  • Segure o cotovelo e simultaneamente direcione o tronco para o mesmo lado. Mantenha o abdômen contraído e sempre respirando profundamente. Segure 20 a 30s. Repita 2 a 3x;
  • Segure levemente a cabeça, mantendo os ombros o mais alinhado possível. Deixe apenas o peso da mão exercer a força necessária. Todo alongamento deve ser suave e respeitando os limites de desconforto. Não force nos movimentos. Isso só machucará e a dor inibe a função de alongar;
  • Segure um dos pés. Pode fazer apoiando na parede. Mantenha nessa posição por 20 a 30s;
  • Esse é simples, é como se fosse pegar alguma coisa no chão, sem flexionar os joelhos. Mantenha a respiração leve. Evite bloquear a respiração para não elevar a pressão arterial.

Matéria publicada no site Tribuna da Bahia