Dicas para você cobrar o valor certo nas suas aulas de Personal

23 de janeiro de 2017 ● POR Pedro Cunácia

Quanto cobrar pela aula é uma questão que atormenta o Personal Trainer. Querendo ajudar os nossos leitores a resolver esse problemão, fizemos uma rápida pesquisa por vários cantos do país.

Pasmem: observamos que os valores variam entre R$ 10,00 e R$ 200,00 por aula. A diferença é tão grande que não dá nem para falarmos: tire uma média e faça seu preço! Dessa forma, refletimos e fomos por outro caminho. Como se forma um preço de acordo com a prestação de um serviço?

O ponto de partida deve ser a lei de mercado. Quanto maior a oferta do serviço, menor será o preço, quanto maior a demanda pelo serviço, maior ele será. Sendo assim, é preciso fazer uma pesquisa de mercado para saber quanto seus colegas de profissão cobram pelo serviço na sua região.

Neste ponto exclua aqueles que oferecem diferenciais no atendimento, pois o que queremos é determinar o valor pelo serviço básico. Em cidades pequenas, provavelmente haverá uma variação pequena nesse valor. Já em cidades grandes, como São Paulo e Rio de Janeiro, os valores irão variar por bairro e até mesmo entre academias da mesma região. Neste caso é preciso definir o ponto em que deseja atuar.

Vamos analisar algumas questões que podem e fazem a diferença entre uns e outros:

O valor agregado

Você pode se contentar com o valor de mercado ou então ir além, mas para isso terá que oferecer mais. Precisa agregar valor. Valor é o conjunto de benefícios esperados por determinado produto ou serviço. Veja:
· Básico: qualidade do serviço, preço, atendimento;
· Esperado: tudo o cliente não considera fundamental, mas espera que você ofereça (pontualidade, assiduidade, criatividade, atualização);
· Desejado: valores intrínsecos ao cliente. Desejos, expectativas que não necessariamente espera obter de você;
· Inesperados: valores que o cliente não tem em relação ao serviço contratado ou a contratar. São valores que ele não projetou, tão pouco idealizou.
Nos valores desejados você encontra o espaço para encantar o cliente, já nos inesperados é a oportunidade de, além de encantar, surpreendê-lo.
Uma regra que deve ser seguida é não pular etapas. Não adiantará oferecer o desejado sem antes proporcionar o esperado.

Exemplificando

· Básico: prescrever um bom treino, cobrar o preço de mercado e ser educado com seu cliente;
· Esperado: não cancelar as aulas, cumprir rigorosamente o horário combinado, variar as atividades e manter-se atualizado;
· Desejado: levar equipamentos diferentes para a aula, flexibilidade para fazer reposições.
· Inesperados: oferecer brindes ou acrescentar 10 minutos no tempo da aula para fazer uma massagem relaxante (desde que você esteja apto para fazer massagens e o cliente disponha de mais 10 minutos).

O valor hora/aula é você quem determina, então fuja do básico. Ultrapasse o esperado, o cliente é inteligente e já espera tudo isso. Seja surpreendente, foque sempre no inesperado!