Com 61 anos, ex-professor argentino mira Mundial de atletismo

09 de janeiro de 2019 ● POR Redação

Seu nome é Marcelo Mouro mas, se ele só tivesse ouvido, por voz e conceitos, ninguém imaginaria que ele é Alejandro Sabella. Ele é um professor de vida. E, aos 61 anos, treina em Castelar, onde conta sua história no esporte. Ex-professor de Educação Física, aposentado há alguns anos, mas ainda integrante da parte formativa da Divisão Esportiva de Ituzaingó, sua grande paixão é o atletismo.

“Comecei com o atletismo como muitos meninos … Graças a um professor que foi minha referência continuo praticando como um jovem na Federação.”Eu tive muita sorte que há 30 anos eu ensinei atletismo nas escolas “, explica depois de se exercitar em Castelar. “eu estava prestes a parar de dar aulas, daí então comecei a me preparar para voltar ao meu primeiro amor: a competição” .. diz Marcelo, sempre pensativo. “A vantagem durante todo este processo foi a continuidade . É mais importante estar “um pouco bem” do que “muito mal”. A continuidade me deu a possibilidade de treinar por anos e sem lesões. O segredo é tomá-lo como um hábito de vida e integrá-lo como um hábito cultural, de cuidado pessoal. É preciso ter metas de curto prazo como principais motivadores. De um abdominal para quatro, é um objetivo plausível”.

Marcelo conheceu o SportClub por meio de Leonardo Galazzo. “Eu estava interessado na proposta porque tem uma ampla gama de atividades dentro do que é fitness e tem atividades externas, algo que se destaca muito”, diz Moro. “Eu gostei porque o Sportclub se preocupa com pessoas, tem um papel social”, diz ele novamente, orgulhoso de fazer parte do Castelar, onde se prepara para os desafios. “Eu recentemente competi em uma corrida nacional em três distâncias: 800, 1.500 e 5.000 metros. Participei de todas. Minha melhor posição foi em 800, ele diz com orgulho. E agora o ex-professor de Educação Física aspira mais: “Este ano estou pensando em ir para Málaga, mas por um incômodo ainda não tenho certeza. A longo prazo, têm o Mundial 2020, a ser realizada no Canadá como um alvo.”. Sim, começou 2019 pensando no futuro. Sonhando com mais. Para ele ser feliz, você só tem que deixá-lo treinar. Você só tem que deixar isso acontecer.

Matéria original no Diário Olé da Argentina.